E DAÍ?

Ou sobre como todo mundo tem direito de ser feliz!

Cena comum: Garota feliz se aproxima de outra garota, esta sisuda. Olá amiiiiiga, fala a garota feliz, o que vai comprar pro seu namorado de Dia dos Namorados? Ao que a garota sisuda responde, não sem antes lançar um olhar de profundo desprezo para sua suposta amiga: Nada. Isso é apenas uma data comercial.

Sei que estou prestes a entrar em terreno PROFUNDAMENTE controverso, mas convenhamos, isso nunca fez a MENOR diferença pra mim não é mesmo? Além do quê, se vocês vêm aqui sempre, já estão pra lá de acostumados e eu, graças a Deus, já tenho alguma (toda) liberdade para falar o que eu quiser aqui.

Sinceramente, eu nunca disse que as datas comerciais eram datas comerciais. E, afinal, o que levaria uma pessoa a dizê-lo? E não me venha com a velha história de como-o-mundo-é-esse-poço-falso-e-capitalista. Sinceramente, já chegou o tempo de relaxar quanto à essa postura tão radical nossa. Não, eu não enlouqueci de vez, e não tentem tirar a temperatura do computador, por quê não vai adiantar mesmo. A questão é: De quê ADIANTA ficar se martirizando por quê todo mundo (inclusive VOCÊ) só pensa em dinheiro? O nosso sistema é o capitalismo, portanto O QUÊ VOCÊ ESPERAVA?

E dizer que o Dia das Mães, dos Namorados, dos Pais e o escambau é comercial, não vai mudar NADA no mundo. Ou talvez piore, até. Tem coisa mais deprimente que não receber um presente no dia dos namorados, por quê seu namorado acredita nessa comercialidade e a leva à sério? Por quê desmascarar uma realidade já tão dolorida e tirar nossas pequenas felicidades?

Sim, o mundo é duro e vendido e não duvidem nem por um segundo que ele é assim. Mas o amor REALMENTE existe e não vejo nada demais em mostrar, de vez em quando, seu amor em forma material. Por quê as pessoas estão sempre tentando fazer suas vidas tão aguadas? Por quê estão sempre tentando piorar o que já está ruim?

Para quem não viu, no post anterior, esse é um novo projeto. Consiste em fazer uma revista virtual, misturando um monte de blogueiros, idéias controversas e modos diferentes de ver a vida. Acho que vai ficar MUITO bom, então, se interessar, PARTICIPA! Quanto mais, melhor! Mais informações no próprio blog.

Vi por e achei tão legalz!
1. Escolher uma banda/artista.
2. Responder somente com títulos de canções da banda.
3. Escolher 5 pessoas para que façam o meme.
Banda:Skank.

1. Descreva-se: Réu e Rei.
2. O que as pessoas acham de você: Beleza Pura (HAHAHA).
3. Como descreveria seu último relacionamento amoroso: Amolação.
4. Descreva sua atual relação com seu namorado ou pretendente: Eu e A Felicidade.
5. Onde queria estar agora: Ali.
6. O que pensa a respeito do amor: Mil Acasos.
7. Como é sua vida: Sambatron.
8. O que pediria se pudesse ter apenas um desejo: Vamos Fugir?
9. Escreva uma frase sábia: É tarde!
10. Deixe um recado para os próximos amaldiçoados: Fica.

Racheii! Ótima né? Quem quiser fazer, considere-se convidado! :*

Anúncios

17 thoughts on “E DAÍ?

  1. menina :O isso foi muito profundo okay ? aosjijsioajois . apesar de que naum achar dia das mães uma data comercial você tem sim um pouco de razão (!) begos begos e tshal 😀 (lindo aqui.mp3)

  2. É, ganhar presente é tudo mesmo^^ Eu ganhei do meu pai, afinal não tenho namorado e ele me recompeçou por isso =D hauhauhauhauhau Eu gosto do sistema capitalista e pra mim socialismo é uó :B

    bjussssssss

  3. Quem namora geralmente nem se lembra do lado material/capitalista da data. Compra o presente para agradar a pessoa amadae só. Ai, eu achei muito interessante o seu projeto! Eu gostaria de participar, mas como estou em ano de vestibular e não to conseguindo nem postar no meu próprio blog direito….

  4. nao entendo tb
    eu nao tenho problema nenhum em admitir q sou materialista mesmo, mt obrigada.
    Adoro ganhar presente seja de aniversario, natal ou sei la mais o q
    E tb nao vivo sem meu computador *-*
    Pra q ficar escondendo?
    sem dinheiro uma pessoa nao sobrevive
    (a nao ser q ela saiba caçar e mate sua propria comida O_o)

  5. Hehe
    Sei que to vendendo meu amor para a nestle, nem por isso deixo de comprar bombons rs.
    Que adianta bancar o “consciencia politica” e deixar de viver, jogar de lado as coisas que nos dão prazer porque são do demonio, ops, do capitalismo?
    Acho que ela é uma mão de vaca e soltou a primeira desculpa que achou rs…
    (ah, e que me lancem as teclas, mas eu sou anarco-comunista, enquanto pobre, é claro rs)
    vou dar uma espiada lá no vitamina
    beijjooss

  6. Meu professor de História é super marxista, anti-globo, anti-capitalismo, anti-nike e pá, mas até ele estava comentando na quinta feira sobre o dia dos namorados. Ele estava dizendo que apesar de ser mesmo tudo uma desculpa para as grandes marcas ganharem as nossas custas, mas ele disse que vai dar presente pra mulher dele, e disse até que acha esses dias legais, pq na correria do dia a dia a gente acaba esquecendo de dar o devido valor a quem está conosco sempr,e nos fazendo feliz (:
    beijos

  7. Ainda bem que vivemos em um sistema capitalista e que existe essas datas comerciais, senão agente não ganhava presente NUNCA! *riot girl*
    Qualquer pessoa que soubesse como surgiu a data do dia dos namorados não diria uma coisa dessas.

  8. Aprovado companheira xD
    Nada mais deprimente do que não ganhar um coisinha de nada do namorado, se a opinião do povo mudasse o sistema, eu ficaria mtu triste. Pense ganhar presente só no aniversário, fala sério!

  9. Eu sinceramente não acho deprimente não ganhar presente. Pra mim, a única data verdadeiramente importante para ser lembrada é o aniveersário (e eu nem sei porque eu acho isso), mas nem precisa ser lembrada com presente, prefiro um abraço amoroso, desejos sinceros de eternas felicidades, gosto de ouvir “conta comigo sempre que quiser/precisar”. Isso marca e vale muito mais. Também não acredito que o amor possa ser demonstrado de forma material. Amor é abstrato demais pra ser representado assim =)

  10. Hi

    Pra esse tipo de resposta é porque tá encalhada – porém bem que gostaria de ser aquela a se preocupar com o tal “presente” eu num tô namorando e não vejo nada demais colorir a vida um pouco como tu disses já é tão cruel e muitas vezes amarga… capitalista? claro que somos o mundo é assim… amei o texto…

    Bjs se cuida

    :: Loma =D

  11. Adorei essa do Skank. Se eu lembrar, publico no blog depois.

    Eu afirmei sim, no meu blog há algumas semanas atrás, que o Dia dos namorados é um dia comercial. Porque de qualquer maneira é sim e ponto final, apenas não fico revoltada com isso. Que mal tem em uma data comercial? Concordo quando você diz que não vai mudar nada eu me revoltar om o mundo por causa disso e incriminar a sociedade. Só acho que não este não precisa ser O dia para demonstrar o quanto amo quem está ao meu lado, porque para alguns soa até como obrigação fazer algo especial neste dia. Amar por obrigação? Porque dizem que neste dia eu tenho que fazer algo bonitinho? Não, precisa ser sincero, só isso. E não importa se é 12 de junho ou não.

    Bjos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s