Não deixe para amanhã o assassinato que pode cometer hoje.

Ou como as vozes interiores atrapalham o processo de assassinação.

– Tudo bem, eu juro que agora eu vou virar e bater naquela menina até a sua morte.
– Pare com isso, você tem é que ficar na sua. Como é que você consegue ser tão mal-humorada o tempo todo? Meu Deus!
– Tenho é o cacete! Essa miserável está atrapalhando minha concentração, total.
– Até parece que é só por isso que você não vai com a cara dela.
– Não, não é não. Ela tem uma cara de quenga irreparável, mas não bato em todo mundo que tem cara de quenga. A não ser que ela venha dar uma de quenga pro meu lado. Invadiu meu território, aguente as consequências.
– Fica na sua. Vai ficar implicando com essa nojentinha do terceiro ano. Deixa, ela não passa no vestibular e ponto.
– PORRA NENHUMA! Com ela conversando do meu lado, como é que eu vou passar também?!
– É atrás de você.
– O quê?
– É atrás de você que ela está conversando.
– Pouco importa. Está incomodando do mesmo jeito.
– Não interessa. Amanda não vai falar nada. Ela vai ficar com a língua dela devidamente dentro da boca.
– Você faz ela parecer uma palerma.
– Não. Faço a cabeça dela continuar em cima do pescoço.

[…]

– Está vendo o que você fez?
– Que foi, agora?
– Você foi fofocar da menina, agora ela está olhando para Amanda com uma cara de assassina.
– Cala a boca! Escuta o que ela está falando.

Ei, pô. Ariane mandou dizer que você cuida do seu estudo, que ela cuida do dela.

– Mas que vadia.
– O que ela disse? Eu não ouvi!
– OUUUUUUSH, MAS NÉ FOGO MESMO!
– Você mandou Amanda dizer isso?!
– Mandei sim.
– MAS TEM QUE SER COM MEU CONSENTIMENTO!
– Porra nenhuma. Não vou deixar ela ficar com cara de besta perto dessa quenguinha nojenta.
– Você é sem noção. Pode parar.
– DESDE QUE ELA NÃO ATRAPALHE O MEU ESTUDO, DIGA A ELA QUE PODE MORRER, QUE EU NÃO ESTOU NEM AÍ.
– QUER PARAR?
– Nem comecei.
– Pouco importa. Pare agora. Preciso lembrar que Amanda vai ter que vir aqui até a segunda fase? Como é que ela vai sobreviver se tiver esculhambado esse ser abominável até o último grão de existência do mesmo?
– Feliz?
– Ela NÃO VAI SOBREVIVER! Não percebe que a vadia está cercada daqueles amiguinhos podres e filhinhos-de-papai? Do tipo que matam a pessoa e guardam dentro da mala do carro.
– Está vendo muita TV.
– Não estou não. Trata-se de uma tática de guerra. NÃO SE ATACA QUANDO SE ESTÁ EM MINORIA.
– Humm. É?
– Claro, né, dodói?
– Então, amanhã, no cursinho, posso xingá-la?
– Hipoteticamente…
– Posso ou não?
– Umas indiretas?
– Ah não!
– Isso ou nada!
– Tudo bem, vai ser isso, por enquanto.

Desculpem pelo desaparecimento, que deve durar ainda uma semana. Juro que, depois que acabar a correria da semana de vestibulares, mato as saudades!

Anúncios

16 thoughts on “Não deixe para amanhã o assassinato que pode cometer hoje.

  1. Ai fia, nem morri de rir!
    HUASHOIUAHSOIHAIOSHOAIUHS
    Sabia que as vezes eu luto pra caramba com minha consciência também? Mas funciona mais ou menos assim:
    – Vou mandar um scrap pra F. pra mostrar que estou viva.
    – Não, você não vai fazer isso, ele vai te achar desesperada!
    – Mas eu tô desesperada!
    – Ele não precisa saber disso.
    – Eu tenho que marcar meu território, senão as fiazinhas roubam ele de mim.
    – Ele não vai pra lugar nenhum
    – ok, DEIXA QUIETO.
    – Maaaaaas será que você não vai parecer desinteressada demais se ficar sem dar as caras até sábado?

    O problema é que a minha não é firme em seus argumentos, haha!
    beijos

  2. ASOKAOSAOSKKOAS Acontece, acontece! Eu vivo falando comigo mesma pelo pensamento, vou longe, até oksaoksakoasko Mas acontece, tem que ter paciência pra esse tipo de gente. Relaaxa, fica na sua e estuda. Deixa ela sem passar no vestibular (;
    Beijos

  3. Ah sim, isso foi uma conversa com sua consciência. Ah sim!
    Mesmo assim não entendi muito bem, mas enfim huaiouhaeio
    você é comédia, amiga! Eu não posso falar muita coisa, mas no final das contas todo esse stress é comédia! O importante é saber rir depois, a vida fica mais leve ;D
    Beijão

  4. Tipo, você estuda comigo? o.o
    só pode. Tudo que você fala parece tanto com as coisas que eu tenho que passar. To feliz de estar de ferias e só ter que ver essas pessoas em fevereiro agora
    Mas eu odeio quando minha consciência entra no caminha também. Tantas coisas que eu poderia ter feito (tantas pessoas que eu teria matado)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s