Waffles, waffles, waffles!

Então, eis que aconteceu. Eu explico: fazia pelo menos um século que tinha aberto um Pin-Up aqui em Recife e desde que vi aqueles néons felizes piscando “Waffles”  em letras gigaenormes, simplesmente decide que tinha que prová-los. Os waffles, quero dizer. Não os néons. No começo fiquei me perguntando se o Waffle-waffle era igual ao Waffle-biscoito – sim, e me dói admitir a que grau chegava a minha ignorância do setor waffleano da vida -, mas depois de alguns livros, filmes e séries americanos e britânicos – agradeço em especial a Becky Bloom e Rufus Humpfrey – cheguei a conclusão de que  não, o que apenas fez crescer minha curiosidade, já que nunca fui muito fã – um eufemismo pra dizer que eu, realmente, detestava – de biscoito tipo waffle. Quanto mais disparidades entre a comida em si e o biscoito baseado na mesma, melhor.
E aí, depois do meu namorado muito me prometer me levar lá e eu imaginar 879 ocasiões especiais para ele me levar lá, eis que num dia comum qualquer – que em breve se tornaria especial – nós estamos fazendo comprar de amigo secreto/natal quando Weslley vira pra mim e pergunta se jantei. Respondi negativamente, enquanto via aqueles néons felizes gritarem pra mim. Meu cérebro deu um TILT super gay e tudo o que eu conseguia pensar era…SERÁ? E foi. No fim, não lembro bem como – já falei do TILT – mas estávamos lá, sentados na Pin-Up do Shopping, sentados numas daquelas cadeiras übber old school, tudo super lanchonete americana antiga. Vocês simplesmente tinham que tinham que ter visto os copos de milkshake deles. Claro que já entrou na minha lista de desejos comestíveis tomar um milkshake num copo daqueles.  Antes, óbvio, vem o panetone de trupa simplesmente MARAVILHOSO da Cacau Show, que sempre faz o meu estômago de #gordasafada  implorar por misericórdia todas as vezes que passa o bendito comercial. Pausa para suspiro profundo (ou Ai,ai!). enfim, como eu estava dizendo – ou escrevendo – o lugar é puro glam. O garçom veio nos oferecer os cardápios e CLARO que eu corri para o objetivo principal, o bendito Waffle, por que depois de ver aqueles copos – falei do de banana split?! Ai, jesuis! – e o cachorro quente tipicamente americano – sabe aqueles desenhos de cachorro-quente? O pão, salsicha, a mostarda e tal? IGUAL! – o risco de peder o foco era, assim, de 99,9%. Mas claro que não perdi, pois como boa taurina que sou, sei o que quero. Ou algo assim. Só sei que pedi, cheia de emoção, um waffle com xarope de morango com uma bola de sorvete de creme em cima (Weslley pediu um com xarope de damasco e uma bola de creme). O garçom olhou entediado e ignorante da minha extrema emoção – você que está lendo esse texto inútil talvez entenda o que ele sentiu, poor guy – e foi fazer o pedido. Pensei que ia demorar séculos e até já tinha aceitado, no maior estilo tudo-por-um-waffle.  Mas, de repente, não mais que de repente,   tem um super feliz Waffle sorrindo para mim. Deu até pena de comer. Mas aí o sorvete ia derreter e ia enfeiar o Waffle.
Então me obriguei a comer, – NOT. Tá. Minhas impressões, então: lembra muito rabanada – sabe, comida de Natal e tal? Pão dormido, ovo, essas coisas? – sendo que é bem mais sequinho e é muito mais gostoso – pelo menos com o xarope que eu pedi (e eles colocaram até uns pedaços de morango, uma #diliça!). E enche bastante. Por que se o meu estômago de #gordasafada se contetou com o waffle, bem, podemos de dizer que quase qualquer um se saciará com o mesmo. Não sei ainda quando vou repetir a dose por que, como já disse, agora tem outras comidinhas lá do Pin-Up nas minhas prioridades. Mas essa comida valeu a pena, como poucas! Waffles aprovadíssimos! Milkshake, espero por mim que eu chego já, bjs.

Anúncios

7 thoughts on “Waffles, waffles, waffles!

  1. Hum, Waffles 6:
    Eu nunca comi. Na verdade nunca achei nenhum lugar por aqui que vende… Mas eu sei que Waffle é “uáfôu”. Grande coisa.

    hahaha

    Tecnicamente eu ainda não sou estudante. É que passei no vestibular e ainda tenho que me matricular. Mas já me considero um (falta um mês pra ter aula, yey!). Eu vou estudar na UFMG, a federal daqui.

    Adorei seu blog e seu jeito de escrever (:

    Beijo.

  2. Adoro a Pin-up, vou lá às vezes. Sempre peço cheddar fries, são ótimas, você podia ter pedido antes do waffle, vem com cheddar derretido e bacon. Aí pulo pro sanduíche de criança, que é só o que cabe no meu estômago. Na sobremesa, peço waffle de framboesa ou petit gateau ou cheesecake de qualquer coisa.

    Dicas: tem mais dois restaurantes super parecidos com a Pin-up aqui em Recife e com o mesmo preço. O Saturday’s, que fica no pina, na Conselheiro, naquela parte onde tem um monte de restaurante seguido. E o Vintage, que é na rua do futuro, onde era a Come-come. Vale a pena conhecer e todos vendem waffles! 😀

    Seu texto ficou ótimo, muito legal de ler! Bjs

  3. HAHAHA adorei o post com influências #gordasafadísticas
    Nunca comi waffles, mas já comi os biscoitos tipo waffle, e adoro (isso pareceu conversa do BBB’nunca li nenhum livro da Clarice SPEKTOR, mas já li resumo’ HAHAHA)
    Depois conte sobre o milk shake e o banana split (nunca tive coragem de pedir banana split, acho que não aguentaria).
    E se vc seguir o conselho da Uaba e pedir cheddar fries, conta aqui também, parece uma delícia!
    bjos ;**

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s