Eu quero meus planos, dammit.

O ruim de tudo isso é que eu fico tensa. Quero dizer, não que REALMENTE seja necessário muito esforço para que eu fique tensa, mas eu fico, droga. E eu NÃO curto isso. Afinal, tenho que me preocupar com tantos poréns. E ainda tenho que me segurar para não fazer planos. Sabe como é HORRÍVEL para uma pessoa como eu NÃO poder fazer fazer planos por que nada está certo ainda? Bem. É bem horrível.  Não sei se vocês são assim, mas eu tenho minha vida bem esquematizada, eu gosto de fazer isso. Eu me divirto, até, fazendo isso. E entrar numa nova fase, uma fase iminente, sem saber se, na real, está entrando nela é psicótico demais para a minha cabeça.  Entendam que essa psicose de treinamentos e exames e essas coisas irritantes que as empresas inventam para apenas tornar nossa ansiedade um poço sem fundo, um buraco negro no fundo do nosso estômago estão simplesmente me deixando louca.

E eu quero tanto fazer meus planos, mas tenho medo de ser um remake daquela história da menina e os ovos e coisa e tal. Humpft. Nem comecei a trabalhar e já estou tão estressada. Talvez seja melhor para por aqui – NÃO. Digo. Esse emprego significa muito pra mim. Não pelo o que ele é, em si. Mas pelo que ele me proporcionará. Afinal, será um pouco mais de liberdade para a de maior aqui – que nunca é tratada como de maior quando quer ser tratada como de maior, CLARO.  E liberdade é tudo o que eu quero. Sério. Não estou nem um pouco afim de filosofar por aqui. Estou falando de algo altamente tátil. Quero sair a hora que quiser e realmente ir para onde eu quiser. Claro que esse emprego não vai me proporcionar isso AINDA. Mas pelo menos poderei comprar o que eu quiser, comer o que eu quiser e, por que não?, sair para onde eu quiser, se pagar com o meu dinheiro. Viram? Já estou fazendo planos DE NOVO! Eu simplesmente não consigo me segurar, droga.

Esse post está uma merda tão grande que vou publicá-lo, só pra eu tomar vergonha na cara e não escrever nada mais desse gênero. Ou para deixar registrado o meu pânico pré-treinamento, rs.

Anúncios

6 thoughts on “Eu quero meus planos, dammit.

  1. Rsrsrs..já passei por isso tb e sei como é essa coisa louca de ter a necessidade de planejar alguma coisa…mas..tudo passa tão rapido e ai vc se ve trabalhando feito louca, e sair pra onde quer, a hora que quer não vai ter mais tanta graça assim, se tornará normal…sugiro que aproveite bastante cada etapa..a independencia financeira é otimaaa..mas junto com ela vem tanta coisa chata… enfim, to parecendo uma velha escrevendo essas coisas..rsrsrsrsr…espero que consiga o emprego!
    bjs

  2. Olah amiga! Bem, a poucos anos atrás, eu tinha tudo planejado, desde a minha profissão até quantos filhos eu teria até tudo, tudo, tudo. Mas eu vi tudo isso virar pó bem na minha frente. Hoje em dia eu não tenho mais certeza de nada, nem da carreira que eu quero seguir, ateh de coisas do presente, ou mesmo do passado, eu dificilmente tenho certeza de alguma coisa, o ser humano é um bicho cabeçudo que tenta controlar tudo, eh o nosso instinto. Mas no fim acabamos descobrindo que o tal “tudo” é incontrolável. Bem, momento filosofia a parte, queria agradecer o seu comentário no meu blog e avisar que tem um agradecimento especial a vc no meu post, ok? bjão

  3. Ansiedade é terrível. Ansiedade pelo futuro é pior ainda: você não pode garantir como as coisas irão acontecer… enfim, é uma incerteza danada!

    E isso nos deixa ainda mais malucos. Mas uma hora passa – nem que seja na hora que aquilo que tanto esperamos esteja acontecendo, haha!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s