#Blogday

Blog Day 2010

Então. Essa é a segunda edição do #blogday que eu participo. Não me perguntem qual foi a primeira, não lembro mesmo. A real é que quase sempre que acontece o Blog Day, estou atolada de coisas pra fazer e me esqueço completamente. Mas, felizmente, esse ano foi diferente e eu me lembrei (viva!). Então, chega de enrolação e vamos aos indicados ao prêmio de melhores blogs na minha humilde opinião. Resolvi escolher para indicação meus feeds prediletos, gente que escreve bem e que merece mesmo ser conhecida. Aqui vão meus tesouros particulares:

Olha, não lembro bem quando conheci o blog da Annoca, só sei que faz um tempão.  Antes mesmo dele se chamar So Contagious – sim, Annoca, eu me lembro que era um nome de fruta, mas não lembro bem qual. Enfim. Desde que comecei a acompanhar, não parei mais. Sem brincadeira nenhuma, o feed do So Contagious é o primeiro que eu zero, sempre. Ler o blog dessa linda é algo simplesmente muito prazeroso. Ela trata de assuntos cotidianos com uma naturalidade e uma magia que transformam até a compra de um simples hamburguer na esquina em algo que nos tira umas risadas e gera aquela identificação mágica, coisa essa que acompanha todo bom texto. E bom texto não falta naquele blog, viu. Desde crônicas, contos, resenhas a relatos mais pessoais. Tudo é bem escrito e leva o toque mágico que só a Anninha tem.

Eu leio. E com gosto.

Então. Acompanho esse blog há pouco tempo, mas ele já tem um lugarzinho de honra nos meus feeds – sempre leio ele depois do da Annoca. Na verdade, o conheci por meio dela, em um post que ela citou o blog dele e eu cliquei e, bem, estava feita a minha perdição. Rob Gordon escreve MUITO bem. Olha, e quando eu falo MUITO bem, é MUITO BEM mesmo. Só posso dizer que um dia quero ter a habilidade que ele tem de despertar o interesse no leitor. Ele consegue ver além, tem um olhar diferenciado sobre as coisas. Identifica coisas que podem ser engraçadas e as usa. E depois do post sobre aquele protesto ridículo de São Paulo para os paulistas, eu não podia ser mais fã.

É uma visita da qual vocês não vão se arrepender MESMO.

Sabe, esse é um blog pra quem quer rachar o bico. Eu leio que nem sinto. O Anderson é engraçado DEMAIS e o blog dele é um Auto-Ajuda às avessas. No blog rola todo tipo de assunto possível, desde como fazer sexo oral bem feito no seu namorado/a – SIM! – a como sobreviver à uma festa infantil. Como já diz o nome, é SÓ PRAZAMIGA. Mas se você é um cara curioso ou está apenas afim de rir, acho que a visita é muito válida.

(Eu devo dizer que não me apego a essas bobagens. Super leio o Portal Papo de Homem e, bem, é uma revista virtual masculina, não é?)

Então. Conheço Denny das antigas e -Q. Na verdade, Denny é meu amigo e colega de classe (devia ter me vingado de você e dito que você era uma PESSOA, mas sou muito legal pra isso) e ele escreve bem pra CARAMBA. O blog dele, nesse endereço, foi criado agora à pouco e ele está postando lá resenhas sobre 100 filmes que ele pretende assistir em 90 dias. Como adoro acompanhar listinhas e também adoro filmes – estou conhecendo melhor agora esse universo cinematográfico e me apaixonando a cada dia -, espero ansiosamente cada post dele. O próximo vai ser sobre “Arrasta-me para o Inferno” e eu já estou me preparando pra rir muito do post que vai vir. É uma merda viu, Denny? O filme, quero dizer.

Vale muito a pena conhecer. Eu agarantcho!


Não sei ainda hoje explicar que forças sobrenaturais me chamaram a esse blog. Só sei que toda vez que vou lá, saio procurando os posts mais antigos, lendo tudo o que tiver nos arquivos. Os posts deles são SUPER pessoais, geralmente falam sobre ele mesmo e as coisas que o cercam, coisas que acontecem com ele, coisas que ele pensa. Enfim. O tipo de blog legal que está faltando na blogosfera e que a gente agarra, quando a gente acha. Ler o blog do Luís me dá uma sensação de, não sei. Acho que me identifico mesmo. Se não com o que ele pensa, ou com a situação, mas com ele. É algo que eu escreveria, entendem?

E ele deixou um comentário fofo no meu blog falando que estava muito feliz de estar completando 5 meses de namoro. Quer dizer, ACHEI LINDJO. 😉

Já acabou meu espaço? QUE DROGA! Mas não é por isso que eu não vou citar minha linda da minha amics das antigas, a Carolda, do Beyond the Obvious.

A Carolina escreve com o coração. Não quer dizer que os posts dela sejam melosos. Quer dizer que o que ela escreve tem sentimento. Muitas vezes é meio difícil de compreender. Mas os sentimentos o são. Só digo uma coisa: Essa menina vai ser a próxima Clarice Lispector. Escreve o que eu estou te falando. E aí, você, camisa branca, vai se arrepender de toda essa merda. Falei e disse.

Anúncios

9 thoughts on “#Blogday

  1. Gostaria de mandar um beijo pra minha mãe, pro meu pai e um pra Xuxa!

    Tá, tá. Nem teve graça. Mas eu gostaria de agradecer muito (: Meu blog não é lá “grandes coisa”, mas ser reconhecido dessa forma ou saber que tem alguém que gosta do que você escreve é uma das coisas mais gratificantes.

    Ganhei me dia.

    Beijão!

    P.S.: se eu tivesse participado do Blog Day (que eu não sabia que tava acontecendo), eu indicaria você também. E nem é puxação de saco, hein? Hahahaha.

  2. Encontrei o seu blog já graças ao blog day e super valeu a indicação, porque gostei muito daqui (em especial aos textos que você fez pro seu namorado – sou meio metida a romancista, haha. Muito lindo mesmo). Enfim, já conheço o blog do Luís, do André e da Anna, mas vou dar uma olhada no resto da sua lista 🙂
    Beijos!

  3. Ow, Amanda! Obrigado pela indicação! :)) Mas, quanto eu te devo mesmo que a gente combinou pra tu espalhar que eu escrevo bem pra CARAMBA?

    Enfim, quanto ao comentário lá no blog, eu preciso te dizer que eu me confundi: faltam três filmes ainda antes de eu ver Arraste-me para o Inferno. Mas, vou até ver mais rápido esses que estão na frente, pra ver Arraste-me mais rápido e tu poder rir lá. Hahaha.
    Beijo 🙂

  4. Amei o post, fui conferir todas as indicações!
    Aqui está muito³ lindo, amei!
    Super obrigada pelo comentário, mas eu também sou que nem você, aparecem um milhão de marcas roxas e eu não sei de onde sairam! oaksaoksaoks

    Beeijos!

  5. Através do Luís (Squelette Moi) Cheguei aqui. E gostei. Entrei em todos os blogs indicados e realmente são bons. E li seu post anterior, ótima comparação com a síndrome!

    Um beijo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s