Fica a pergunta

Eu não sei bem por que, mas sempre me interessei por essas coisas da mente, sabe? Na verdade, eu tenho uma tendência  procurar explicações várias para determinados acontecimentos e, definitivamente, o fator psicológico sempre exerceu uma força sobre mim. Me peguei fascinada, durante as aulas de Psicologia da Comunicação, onde estudamos grandes teóricos da Psicologia no viés da comunicação.  Gente, quantas explicações abstratas para coisas que conhecemos tão de perto.

Engraçado mesmo é eu nunca ter nem passado perto de um terapeuta. Até semana passada. Eu explico:  sugeri o assunto psicanálise para uma pauta – que terminou virando terapia, em geral, e depois EMDR (uma técnica terapêutica específica). E aí, né. Tive que ir entrevistar umas terapeutas e ver como funciona as coisas. E gente, eu me vi morrendo de vontade de visitar uma, como quem não quer nada, e ver no que dá. E me vi morrendo de medo também. Na última entrevista que fiz, comentei de leve minha queda de cabelo e a terapeuta já foi de pronto: “Perda de cabelo está relacionada a um sentimento de perda. O que você perdeu?”. Fiquei meio esbaforida e deu vontade de soltar um “PERA, MOÇA, NUM TÔ AQUI PRA SER ANALISADA NÃO”. Mas né. Soltei um sorrisinho e me saí.

Tenho muito medo do que pode estar escondido dentro da minha cabeça, bloqueado. Não sei bem se quero saber dessas coisas, sabe? Quer dizer, tem uma RAZÃO para a minha mente ter banido certas lembranças para o meu inconsciente. Há uma briga feroz entre minha curiosidade nata e minha prudência, que me manda não mexer no que tá quieto.

Graças a Deus, a média de preço por consulta ajuda a resolver o dilema. Fico sem terapia. Quem sabe um dia? Quem sabe..?

 

 

 

 

O que será que eu perdi?

Anúncios

7 thoughts on “Fica a pergunta

  1. Ei sua linda! Nunca fiz terapia também, e agora mesmo é que não faço, haha. Tem certas coisas que a gente NÃO precisa saber. E quem procura, sempre acaba achando.. Eu não entendo nada de psicologia, tive aulas de psicologia no teatro, com a Airen mesmo, que é formada em psicologia. As aulas eram boas, porque ela é fantástica, mas cara, aquilo simplesmente não entrava na minha cabeça. Lembro dela falando de Jung e Freud, e um tal de Moreno também, e eu BOIANDO. Hahaha
    Beijos!

  2. Antes de tudo: faz muito tempo que não ouço Lifehouse, jesuis, vou dar uma procurada em músicas deles depois!

    Uma amiga minha está fazendo terapia e me deixou com bastante vontade de fazer, até porque passei por problemas familiares nesse semestre, a coisa ficou meio tensa aqui no meu ego, no meu id e no superego e até minha mãe me recomendou terapia… mas KD KD KD TEMPO!!! Se eu falto até ao inglês, nas vésperas de prestar o TOEFL, imagina se eu não ia deixar a terapia de lado pra adiantar um trabalhinho da faculdade… Sem contar que já tô quase entrando de férias e iria passar um bom tempo longe.

    Acho que nem é bom começar terapia assim do nada, é melhor quando você quer resolver alguma coisa, discutir sobre algum ponto específico, nada sem foco é produtivo.

    No mais, fiquei muito curiosa com essa sua disciplina de psicologia da comunicação. Me passa por e-mail os autores que vocês discutiram? SÉRIO!!! hahahhaha Tenho uma disciplina optativa de teoria da comunicação 2 que discutimos várias coisas relacionadas à comunicação, lemos até freud! Queria mostrar pro professor, que é um querido e super animava de criar a optativa psicologia da comunicação, mas o departamento fica prendendo ele =(((

    beijos!

  3. Tb nunca fiz terapia, mas sempre tive curiosidade huahuahah Penso que terapia ajuda mais a vc desabafar e se libertar de coisas que estão presas na sua mente.

    Meu dilema com terapia já é outro ;_; quero fazer faculdade de psicologia! Quero terminar logo publicidade pq não é pra mim >.< aff

    Tomara que tudo dê certo pra gente xD

  4. Primeiro elogiando seu “humor” nas entrelinhas. Percebi um pouco de ironia no post… hihihi

    Não acho que tudo que aconteça com a gente e nossas reações estejam necessariamente ligadas a algo da nossa psique. Por exemplo, seu cabelo começou a cair e poder ser por estresse e não porque você perdeu algo.

    A parte de que nossa mente sabe o que faz ao jogar certas coisas para o nosso inconsciente e não sei se estamos preparados para enfrentar isso, concordo plenamente.

    Bjitos!

  5. Nunca pensei em fazer terapia, me conheço e sei do quanto sou inquieta – provavelmente não daria certo nessa coisa. Recentemente, li Comer, Rezar, Amar, da Elizaberh Gilbert e o livro trás muito da meditação. Mas eu sei que não é para mim. No meu caso, chocolate resolve.
    Beijo. Some não.

  6. Eu sou apaixonada por psicologia. Vou fazer letras agora, mas ainda quero fazer psicologia. Tenho várias coisas na minha cabeça que seria ótimo se uma psicóloga resolvesse pra mim. haha
    Pretendo começar a fazer terapia mês que vem porque acho que vai me ajudar muito. Tenho umas neuras horríveis que acabam atrapalhando minha vida, sabe?
    é foda. haha
    Beijo!

  7. Uma das primeiras coisas que minha terapeuta disse foi que não há nada adormecido na gente. As coisas só esperam um momento proprício pra estouraram ou danificam nosso cotidiano de algum modo, que a gente nem chega a perceber. Comigo, infelizmente, as coisas estouraram em três doenças emocionais diferentes, mas claro que os assuntos são extremamente sérios e sempre foram presentes. Nunca fiquei na dúvida se havia algo escondido ou não, tava na cara que ia dar em merda haha

    Terapia sempre faz bem, isso é certo. Já o preço, né? Mas pra mim tá valendo a pena até agora (de que jeito? eu preciso fazer :/). Sempre aconselho a fazer 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s