Uma questão de princípios

Ou como NÃO TÁ FÁCIL não ser perfeita.

Toda essa lenga-lenga começa na tarde de hoje, mais especificamente na mesa do almoço, com o meu pai, mãe e irmã num restaurante x que não vem ao caso. Não sei exatamente como a minha estrutura dentária virou assunto, mais uma vez, de discussão na mesa. Mesmo eu já tendo deixado claro que, nem sob tortura, eles farão eu deixar alguém colocar na minha amada boca aquelas malditas estruturas métalicas que, UM DIA, eu já tive a loucura de colocar, eles insistem em insistir que eu PRECISO NECESSITO NÃO POSSO VIVER SEM um maldito aparelho ortodôntico.

E aí, entramos numa conversa sobre perfeição. Eu era toda ‘a pessoa tem que escolher se ela quer ser feliz ou ser perfeita’ e minha mãe ‘é muito bonito uma pessoa com dentes perfeitos’. Meus argumentos foram vulgarmente ignorados, por que com a minha mãe é bem assim: ou é o que ela fala ou é o que ela fala. Cê tem duas opções. (?!)

Eu já sofri com aquela porcaria. O anel do bendito se enfiou na minha gengiva, meus gânglios incharam por conta disso e ficaram doendo por um bom tempo – sem falar na quantidade de sangue que perdi com a dentista tentando EXTRAIR o anel da minha pobre gengiva (que, claro, já estava podre de gengivite nesse ponto da história). Sem falar que eu não sorria. Sério, nunca me adaptei ao uso do aparelho e nunca consegui sorrir sem me achar um monstro. Até por que né, EU JÁ USO ÓCULOS. Com aparelho eu era a própria aberração esquisita e nerd do colégio – embora ninguém falasse isso, thanks God.

Mas o que é realmente estranho é que eu até penso em colocar, só pra me livrar dessa falação no meu pé do ouvido. E comecei a pensar O QUÃO MAIS FÁCIL é simplesmente abanar a cabeça para tudo. Sério. Nunca tinha me dado conta disso, mas venhamos e convenhamos, o é. Eu começo agora a repensar todas as pessoas que, antes, eu julgara boazinhas. Agora me pergunto se elas não são simplesmente covardes. Sim, sim, concordo com você. Deve haver uma linha, ainda que tênue, que separe a bondade e o altruísmo da simples covardia de defender seus pontos de vista, o que você acredita. Eu não faço IDEIA de como reconhecer essa linha. E nem tenho muito interesse, por que sei que, no fundo, todos nós sabemos conhecer alguém bom – e alguém covarde. Né?

Anyway, creio que colocar um aparelho me inseriria, rapidamente, na lista dos covardes, não é? E dos burros. Por que eu já sei o que é, já sofri com isso, não quero colocar, é uma questão puramente estética e vai me custar dinheiro e tempo. Tudo isso pela perfeição que eu NEM QUERO? Não. Tudo isso para me ver livre da falação da galera – principalmente minha mãe, que consegue irritar até um monge tibetano em estado de nirvana. Não é/seria muito corajoso da minha parte.

Então, mãe, pai, irmã, aqui vai um recado para vocês: ficarei com a minha arcada tronxa pelo resto da vida por uma questão de princípios, tá? Não levem pro pessoal, mas nunca quis ser covarde, sorry.

Alguém tem alguma tática para fazer eles calarem a boca? SÉRIO!

Anúncios

26 thoughts on “Uma questão de princípios

  1. Taí, você não quer e não coloca, tá certa. EU usei aparelho fixo por dois anos, não foi esse inferno que tu passou, mas causou sim certo desconforto e né? Mas eu coloquei não porque quis, nem porque me mandaram… Quer dizer, mandaram né? Mas eu pensei, se é bom pra mim e pra minha saúde, por que não? Agora tenho os dentes -mais ou menos- retinhos, ainda tenho mordida cruzada e sou feliz assim mesmo eles sendo amarelinhos de tanto tomar café e comer tranqueira… Mas pelo menos meus pais deixam minha arcada dentária em paz XDD

    Boa sorte aí com os teus pais! xx

  2. Engraçado que eu usei aparelho fixo dos 12 aos 16 e nem sofri tanto. Aliás, no início eu achava o máximo. Sério! Começou a me incomodar por volta dos 15, que eu passei a odiar meu sorriso e só saia com uma boca bizarra nas fotos, porque ficava estranha sorrindo, e passei a ter muita dor de cabeça por causa daquelas borrachinhas que pegam na arcada de cima e de baixo, sabe? Um horror! Mas quando tirei minha vida foi outra, acho que aí que eprcebi como sofria. Comi milho na espiga depois de QUATRO ANOS (lágrimas de emoção).
    Apesar de respeitar tuas convicções, haha, acho que você tinha que olhar não pela questão estética, mas na de saúde, porque uma arcada zoada costuma acarretar outros problemas pro futuro, até mesmo enxaqueca e mais um monte de coisas. Dependendo do caso, é chato mesmo, mas melhor cuidar agora do que ter um super estresse com isso daqui uns anos.
    Beijos

  3. Se eu disser que me achava muito mais bonita de aparelho, vou parecer um alien? Eu ADORAVA usar aparelho. Serio mesmo. Sempre achei que o meu sorriso ficava muito mais completo com os braquets coloridos enfeitando e deixando o meu sorriso bonito. Hoje, depois de dois anos sem, eu ainda me olho no espelho e me estranho. Acho que voce ta certa em nao colocar. Se tu nao faz questao, entao nao coloque, pronto e acabou.
    Agora com os teus pais… Bem. So batendo o pe mesmo pra essa discussao acabar.
    Beijos.

  4. Já te falei o que penso sobre isso.. Meus pais também dizem que eu tenho que colocar aparelho para juntar um espaço que tem entre meus dois dentes centrais de cima.. Mas, isso eu também já te disse. Não coloco, não coloco, não coloco. Meu sorriso com aquele tracinho entre os dentes é puro, puro charme.
    hahahaha

  5. Ja usei por um tempo, mas depois tive que tirar por motivos $$. Não sofri tanto assim como você, mas incomodou bastante, e eu odiava tomar esporro do dentista toda vez que ia no consultório ¬¬ ( eu não sabia escovar os dentes direito). Ainda bem que ninguém fica no meu pé pra eu voltar a usar, mais pretendo colocar novamente em breve, não por vaidade mas sim pra mim parar de babar ( ér, eu babo muito quando estou dormindo ¬ e eu não consigo morder nada direito).

    Não sei de nenhuma tática para seu pais calarem a boca 😡 sorte ai !

  6. Diga que você já é maior de idade, vacinada e, portanto, dona do seu nariz. E dos seus dentes.

    Quem tem que dizer se você precisa ou não de aparelho é um bom especialista no assunto, e não os abelhudos da família.

    Se você está bem assim, pra quê mexer em time que tá ganhando?! 🙂

  7. óculos e aparelho realmente lembram-me nerds. também já fui indicada a um tratamento odontológico com aparelho, inclusivo por um dentista, mas meu defeito era uma coisa mínima, pouco perceptível e que não me afetava em n-a-d-a logo, ignorei-o. não me arrependo, não sou fã de dor fútil.

  8. ai,minha mãe é bem assim também. ou é o que ela quer ou é o que ela quer. por isso resolvi chamá-la de sargentona nesses momentos hahaha XD
    cara, num momento desses o que eu faço é ignorar. sabe, dá uma preguiiça discutir -.-‘ ainda mais sabendo que ela (a minha mae, no caso) não vai desistir nem dar o braço a torcer entao nao fico gastando saliva com ela nao. apesar de a gente bater de frente direto aqui em casa.
    ignoro, daí uma hr ela cansa de falar e pronto. mas também só faço o que me convém. se vc já passou por isso, pra que passar denovo eu hein. ignora as reclamações e seja feliz o/ pq se irritar e/ou tentar discutir estressa. e estresse dá rugas e deixa o cabelo feio #dica
    ahsua. beijos

  9. Sabe que aqui foi o contrário? Eu adulei meus pais por dois anos para colocar o aparelho. Me incomodava a imperfeição dos meus dentes e um ano depois de começar a usar, eu já não vejo a hora de tirar. É um inferno, de fato, mas um mal necessário. E eu não aconselho ninguém a usar simplesmente por questão estéticas – a não ser que tenha a ver com sua mordida que esteja errada ou algo assim.
    Mas sabe, Amanda, se você for colocar apenas porque seus pais querem que você seja perfeita, não feliz, não veja isso como algo covarde; às vezes, é preciso muito mais coragem para desistir dos nossos princípios do que para segui-los, não é?
    Que tudo der da forma mais certa possível por ai 🙂

    beijos, querida.

  10. Oi Amanda… então eu coloquei aparelho fixo nos dentes com 18 anos, mas coloquei pq eu me sentia mal msm por ter um sorriso “torto” e tbm uso óculos, claro era sempre a piadinha na roda dos amigos, mas hj não tenho vergonha do meu sorriso.

    Acho que colocar ou não é escolha sua e não deles, afinal nenhum adulto é obrigado a fazer o que não quer e todos temos direito a optar!

    Linkei você no meu blog, sempre venho aqui e gosto dos seus textos e deixo o convite pra você conhecer o meu cafofo…

    Bjinho

  11. Eu tenho uma tática que talvez funcione pra fazer eles “calarem a boca”. Porque você não fala tudo isso que você postou pra eles. Mas não nesse tom de desabafo, sabe. Num tom de uma conversa bem casual. Fala pra eles que existe esse linha tênue entre a bondade e a covardia, fala sobre o quão estranha você pareceria de óculos e aparelho (eu já passei por isso, não é tão estranho quando você fez soar no post, você se acostuma e dura tão pouco tempo) e fala com eles também sobre o caso do anel que entrou na sua gengiva. E fala o quanto está te incomodando o fato de eles ficarem no seu pé. Mas fala isso com um tom bem leve, bem gentil. Não vai soltando de uma vez todas as suas razões. Acho que eles vão entender se você conversar de um jeito amistoso com eles.
    Ah e mais uma coisa, nada a ver com o contexto, adoro o jeito como você escreve seus posts. Me identifico demais. Te linkei. Beijo

  12. Coloquei aparelho fixo com 19 anos =x fiquei com ele durante quase 2 anos e depois passei para o móvel. Isso tudo pq os sisos nasceram e entortou tudo ¬¬ É chato pra caramba, mas prefiro usar agora do que ficar com os dentes tortos e depois de velha me arrepender. Velho de aparelho não é legal. hUAHUHAUAHAUHAUH

    Mas assim, eu coloquei pq EU quis. Quando se trata da NOSSA própria imagem, precisamos ir de acordo com o que NÓS pensamos. Se eles não te incomodam, então tudo bem =) Só não vale fazer isso pelos outros. Apenas faça aquilo de que vc se sente bem.

    bjos

  13. Quando eu era mais nova usei aparelho móvel e, tecnicamente, era pra eu usar o fixo hoje em dia. Mas um belo dia eu acordei com o móvel na mão, morri de medo, joguei fora e nunca mais voltei na dentista que cuidava dessa parte da minha vida. Hoje quando falam que eu preciso de aparelho, digo que tô feliz assim, simples. HAHA.
    Mas nessa parte de estética e tal, nem me incomodam muito… Só agora nas férias, que sei que vou cansar de ouvir do meu pai o quanto tô parada e como tenho que ‘tomar cuidado’ com isso ¬¬

    Triste 😛

  14. Eu usei aparelho por longos 5 anos, mas não me arrependo nem um pouco e colocaria de novo se um dia precisasse, pq o resultado final foi mais que perfeito
    *_______________________*
    Amo meus dentes e meu sorriso agora, sem contar que minha arcada cruzada desgastava dois dentes.
    Agora voltei a usar aparelho pra dormir, mas é só no céu da boca e só pra dormir.
    Mas vc tem que pesar na ponta do lápis se pra vc vale mais o conforto de não precisar de um monte de ferro na boca, ou o resultado final de todo sacrifício.
    Bjuxxxx

  15. Se não te incomoda, não te incomoda. Não tem porque pensar mais nisso. Claro que se o problema for muito sério pode acarretar problemas futuros e é melhor usar aparelho agora do que aos 40, né? Mas caso contrário é o que eu disse antes, não tem porque corrigir algo que você não considera imperfeito ou que não te incomode. Beijo, Mandy 🙂

  16. Nossa, agora senti vergonha de mim mesma, afinal eu sempre quis colocar aparelho, só por causa das borrachinhas coloridas. Mas o fato é que eu realmente nunca precisei.
    Mas, é a vida flor, todo mundo tem alguma fraqueza. Eu não era “nerd esquisita de óculos e aparelho da escola”, mas era “gordinha, legal, engraçada, gente boa, mas gordinha”. A gente se adapta.
    Mas se você não quer colocar, se rebele, não coloque! você tem direito de ter o sorriso que quiser!
    Beijão.

  17. Que lindo o novo layout! Tá tudo no lugar certinho, não vi nada desfigurado. Sou louca para colocar aparelho, mas como todos acham meus dentes certinhos… Mas meu dentista sempre fala para eu usar. Eu queria o móvel, mas não sei. Não tenho argumentos para vc, amiga, pq adoro um perfeccionismo. hahaha Beijos

  18. Meu, compartilho completamente da tua opinião. Não sei como fazer seus familiares calarem a boca, mas, por experiência própria (com outros assuntos), quando eles notarem que você realmente não dá o braço a torcer, eles desistem.

    E se você não se importa com os seus dentes como são, pra quê aparelho? E sem falar que não é 100% garantido que você terá seus dentes iguais aos dos comerciais de creme dental.

    Ah, viva feliz e deixe o povo falar. xD

    Ps. Adorei o comentário lá no Caixa Preta e também adorei teu blog, muito fofo e legal. x)

  19. temos pensado muito sobre isso: até onde as pessoas são boazinhas, até onde são medrosas.

    vimos a muito tempo discutindo o que leva pessoas que estão com a faca e o queijo na mão a num decidirem nada sobre, e nos questionamos a respeito do medo de mudança.

    porém isso tambem gira para o outro lado, até onde seu medo faz parecer uma decisão errada como um ato de coragem? A questão não está em aceitar tudo, mas em ponderar sempre o que acertar ou não.

    abraços dos amigos do Chinfra.

  20. A gem tem que fazer o que nos faz feliz e pronto. Eu sou a maior despeitada do mundo e não me importo, mas sabe o que eu ouço o tempo todo? Menina, tu tinha que colocar silicone! Pô, me deixa assim, custa? Se um dia eu me sentir incomodada eu coloco, mas no momento eu estou ótima.
    Quanto ao aparelho, isso sim é um inferno, coloquei de novo faz 1 mês, e odeio mais que tudo.
    beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s