Vamos agradecer.

Estou aqui hoje numa tarefa ingrata. Sim, ingrata por que ela me obrigará a pôr (o meu pôr sempre terá chapeuzinho, don’t matter what) o dedão na minha própria cara e me acusar, junto com meio mundo de gente malagradecida nesse mundo. Sim, hoje eu vim falar de você, meu amigo, e de sua mania de reclamar de tudo. Da minha mania de reclamar de tudo. Da nossa… ah, você entendeu. O que eu vou falar não é novidade para ninguém, mas sabe? Acho válido.

É muito mais fácil ver os defeitos nos outros. Não quero começar com conversinha moralista-politicamente-correta, vocês sabem que isso sequer combina comigo. Mas é fato, não é? Nós estamos de fora, observando. E podemos ver com muito mais clareza, quando não estamos envolvidos no ocorrido. Tudo isso para dizer que, hoje, enquanto eu lia os tweets da minha timeline, notei que uma certa seguida minha RECLAMA PRA CACETE. O nome/user da benedita não vem ao caso, até por que não deixei – ainda – de seguí-la por ser reclamona. Mas, enfim, ela não reclama pouco, não. É muito! É o tempo todo. Nada a faz feliz! Se tá frio, ela reclama. Se tá calor, ela reclama. Se é doce, é muito doce. Se não é doce, é sem gosto. QUER DIZER. E enquanto eu lia os tweets mal-humorados e reclamões dela, me emputecendo a cada nova linha, me vi ali. Simplesmente me vi, e vi o resto do mundo. Os reclamões mal-humorados que fazem parte da nossa vida.

Reclamar faz parte. É direito nosso. O twitter tá lá pra isso. Concordo com tudo isso em número, gênero e grau. Mas olha: tudo tem limite. TUDO. E eu acho, assim, importante. Agradecer. Agradecer, sabe? Nós não agradecemos muito, hoje em dia. Passamos pouco tempo felizes pelas realizações na nossa vida. Eu me lembro, agora, do caso do meu contrato de estágio, no qual passei MAIS DE UM MÊS numa lenga-lenga sem fim, tentando conseguir a assinatura da minha universidade sem NENHUMA SORTE – Murphy tava com a bexiga. Daí que, depois de muito choro e ranger de dentes, consegui a assinatura. Me livrei. Tirei AQUELE peso das costas. E me perguntem se fiquei MUITO FELIZ? Ok, fiquei aliviada. Fiz até um cachorro-quente comemorativo, que dividi com Weslley e Carol, minha irmã. Mas, fora isso, não me empolguei tanto. Minha felicidade não durou nem um dia inteiro. Se muito, foram horas. Enquanto meu aborrecimento durou dias, semanas, meses. E interferiu em várias áreas da minha vida.

Isso exemplifica o quanto somos (eu e minha reclamona do twitter) mau-agradecidos e incapazes de nos alegrar com as pequenas felicidades da vida. Um bombom que te trazem, uma notícia boa de um amigo, um graça auferida. Precisamos agradecer. Precisamos abrir os olhos para as coisas boas que nos acontecem todos os dias. Precisamos agradecer a carona que nos impede de pegar ônibus para voltar para casa, o bom-dia amoroso do namorado pela manhã e favor que resolve a nossa vida. Precisamos, mais do que que agradecer, FICAR FELIZES COM ISSO. E parar de ser TÃO negativos a respeito de tudo.

Focar no lado negativo das coisas é prejudicial à saúde – dá ruga e cabelo branco.

PS: Essa finalização foi pensada a partir do trauma de ontem à tarde, quando a mulher do cursinho de inglês disse que eu parecia tem 25 (e eu só tenho 21). MAS PENSEMOS PELO LADO POSITIVO: Ninguém jamais pediu minha carteira em boates e filmes para maiores de 18 – não que eu vá muito nesses lugares, MAS ENFIM!

Anúncios

9 thoughts on “Vamos agradecer.

  1. Pois é, negatividade e mau humor o tempo todo é um saco. Isso me irrita (oh, wait…)
    Reclamar é do ser humano mesmo, juro que tento ver o lado bom das coisas e ser grata pelas coisas legais que acontecem, mas às vezes é difícil evitar a frustração por algo mais legal não ter acontecido.
    É meio paradoxal, mas é a vida e a essência do ser humano (lembrar as coisas boas da vida, mas não vivê-las) =/

    Beijos :**

  2. Tento ser sempre bem pollyanna e ver o lado positivo de tudo, mas às vezes tá tão ruim que é difícil né? Independente tento manter meu bom humor, mesmo que mascare tristeza.
    Espero lembrar sempre de agradecer as coisas boas que me acontecem….

  3. Primeiro, eu fiquei tão feliz por você ter gostado la do blog 🙂
    Haha, eu escrevo sem pretensão e principalmente sem buscar algo em troca, sem ir atrás de muita gente por comentários. Eu tenho vc nos meus feeds a uns 2 meses já, e sempre leio o que vc escreve (e gosto bastantão), apesar de só ter comentado umas 2 vezes +-

    Sabia que eu tava falando com meu pai sobre esse assunto de reclamar agora mesmo? Eu mostrei uns videos do PC e do Felipe Neto pra ele, e eu falei que parece que agora é a moda reclamar de tudo e de todos.
    La no blog eu mesmo andei reclamando MUITO nos ultimos posts, pq modéstia a parte, esse estágio infernal ta me irritando. Mas no fundo eu sei que to aprendendo MUITO la, to aprendendo tudo que eu NUNCA devo fazer. E acho isso importante, e sou agradecida por isso, apesar de achar que eu tbm seria agraddecida se aprendesse algo correto tbm.
    Meus dias geralmente são uma porcaria, mas eu sempre faço por melhora-los no final. Quando chego em casa, coloco uma musica que gosto, ou um chocolate que compro.

    Sabe pelo que sou agradecida hj? Por ter tido 10 reais pra gastar bobamente. Comprei 4 cones trufados e trouxe pra casa. Quando meu pai terminou de jantar e eu dei na mão dele um, ele ficou todo bobo, e foi muito obvio quando percebi que ele tinha gostado, e surpreso pelo agrado assim do nada.
    Eu sou agradecida por isso.
    Por poder chegar a noite, ouvir minhas musicas, ler os blogs que gosto, e fazer coisas que fazem toda a zica do dia sair 🙂

    E de boa. Ultimamente eu tengo dado unfollow sem dó! Eu não consigo ser simplesmente “colega/conhecida” por twitter/midias sociais. De convivência forçada já me basta a vida real. Que na vida virtual mantenhamos laços fortes somente com pessoas que valham a pena neee?

    Beijos

  4. Olha, têm dias que é tão difícil ver o lado bom! Principalmente se estamos perto de gente pessimista e de mal com a vida. Sério. Sou prof e vamos combinar que é um estresse diário, cheio de mimimis, maaaas tem gente que faz isso virar um inferno. Tento, toda vez que alguém vem com mimimi, lembrar das flores, das cartinhas, dos abraços e beijos carinhosos que recebo de alunos. É tão importante agradecermos! Tanta gente que daria a vida pelas coisas ótimas que vivenciamos.
    Ótimo post! 🙂
    beijinhos e uma quarta doce *-*

  5. Confesso que eu reclamo um bocado, mas agradeço também. O interessante é que tem gente que reclama quando a gente fica feliz por uma conquista, querendo diminuir aquilo. Tem coisa mais chata?
    hahaha! Beijo.

  6. É nessas horas que o meu lado Pollyanna me deixa muito feliz! rs. Eu sempre procuro ver o lado bom das coisas, exatamente porque também acho chato isso de pessoas só reclamarem e reclamarem… poxa, tem tanta coisa bacana esperando pra ser vista. (:

    p.s: Nossa, fazia tempo que não passava por aqui, estava com saudade. {Desculpa pelo sumiço 😀 }

  7. Oh, Lord! Eu ando muito reclamona. Reclamava que não aguentava mais a faculdade. Agora reclamo porque estou de férias. Daqui a pouco, reclamo por estar em aula, haha.
    Sei lá, reclamar é um dos grandes maus da vida moderna. Parece que a gente sempre tem que ter mais e nunca está satisfeito com as pequenas coisas que temos.

    É, tá na hora de eu deixar de ser resmungona-zé-buscapé ;D

    =**

  8. Também acho que precisamos aprender a agradecer mais. É impressionante como achamos que é mais fácil reclamar do que agradecer… de que ver o lado negativo é mais fácil do que ver o positivo. Mas um dia a gente chega lá.
    E olha, não sei quanto a todo mundo, mas tô com vontade de abraçar esse gatinho até não haver mais amanhã .D HA

    BEIJO, amigue.

  9. Precisamos sempre procurar conviver melhor com o mundo, e outras coisas, mas aprendemos com o tempo, a vida nos quebra as pernas seja por bem ou por mal, essa é a regra para o bom convívio com ela… Eu, por exemplo, sou super melodramática do tipo ‘ todo mundo é contra mim’, me acho super chata por isso, mas é controlando esse ‘gênio ruim’ e podando os galhos podres da macieira que com os anos melhora! kk Gostei muito do seu blog! Beijocas ;*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s